quinta-feira, 19 de maio de 2011

(Ainda) Sobre homens e mulheres

Acerca da digamos... forçada convivência entre Mulheres e Homens, Ramiro Calle numa recente entrevista ao jornal i, diz o seguinte:

"As mulheres têm um dom especial para escolher mal. Como dizia o grande filósofo espanhol Ortega y Gasset, as culpadas da mediocridade da raça humana são as mulheres, que escolhem sempre os medíocres. Há um dom especial na mulher para eleger mal e há algumas em que esta conduta se repete vezes sem conta.

Passa-se algo de muito estranho com as mulheres. Acham muito mais atraentes os homens que não são etiquetados, rotulados, mas assim que se apaixonam pelos que não são lineares querem que eles passem a sê-lo. Isso é contraditório. Quando uma mulher se apaixona por um boémio, ele será sempre um boémio e é o que vai ter. Não podem querer que o boémio seja um executivo sério. É como querer que um quadrado seja um círculo. Isto também acontece com os homens e é um dos grandes problemas entre casais. Quando tentamos - e até conseguimos - mudar uma pessoa, ela fica reprimida e com raiva em relação a nós. Temos de aceitar as pessoas como são e depois logo decidimos se queremos ou não viver em casal. O que não é possível é escrevermos todos os dias o guião da pessoa com quem estamos. Podemos gostar muito de uma pessoa no namoro e isso mudar com o casamento, com a vida a dois. Em Espanha dizemos que a convivência é o verdugo do amor."

Faço (literalmente) minhas as palavras do Homem. O sentimento foi mais ou menos tipo "finalmente alguém que me dá razão!!" :)

Para quem quiser acompanhar mais sobre este assunto que é tão recorrente aqui no pasquim, pode procurar aqui.

Sem comentários: