quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Tempo

O tempo é como um punhado de areia, por mais que se tente segurá-lo na mão ele arranja sempre forma de se escapar por entre os dedos.

1 comentário:

Gi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.