quinta-feira, 8 de abril de 2010

Lembranças tristes

Já que estamos a falar de vigaristas...

Por um mero acaso acabo de tropeçar no perfil do linkedin de um ex-professor meu de faculdade, uma criatura detestável e cuja mera lembrança traz-me um arrepio na espinha e uma vontade enorme de pegar num bastão de baseball e apanhar um autocarro para o norte...

Sempre pensei que no dia em que tivesse a porcaria do canudo na mão, ia bater de porta em porta no departamento de informática e dizer meia dúzia de coisas a meia dúzia de energúmenos (auto-proclamados professores), mas entretanto o tempo vai passando e a revolta esmorece. Mas um dia destes quem sabe, volto lá e vou "tomar café" com algum deles, daqueles que me lixaram por tantas vezes a vida quando deviam ter me ensinado alguma coisa de jeito e preparado para a vida "cá fora", afinal de contas era para isso (pensava eu) que lhes pagava um monte de dinheiro em propinas todos os anos. Pagava-lhes propinas porque era parvo, se queria voluntariamente levar porrada ia para o exercito, não para ali. Tirar aquele curso foi um exercício de paciência e auto-controle muito mais do que receber formação de jeito.

Entretanto lá vão eles continuando a fazer negra a vida de umas tantas centenas de alunos, ensinando parvoíces que ninguém no mundo real de facto quer saber - ou empregar alguém que saiba - e gastando o dinheiro dos contribuintes em investigações absurdas que não lembram ao menino jesus.

Um dia publico aqui algumas considerações sobre a bela da minha faculdade, lindo curso e santos professores, um dia em que esteja mais mal disposto.

Este post vai sem imagem, já que o que me apetecia era colocar a bela da montra do tal animal, mas se calhar é melhor não...

Note to self: melhorar o tom deste blog, o humor está a ficar negro.

Sem comentários: