sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Do casamento

Pumba, já está! Os homossexuais já se podem casar!

Tanto alarido, tanta divergência, tanta opinião violenta sobre o facto de 2 pessoas que têm o mesmo sexo poderem oficializar o seu casamento perante a sociedade como um qualquer outro casal. Ai a agressão á instituição do casamento, ai os valores da família tradicional...

Já que toda a gente deu a sua opinião, eu também vou dar a minha, já que o pasquim é meu.

Sou a favor, sim senhor! Não me afecta minimamente que um casal, na plenitude das suas faculdades mentais e conhecedora de todas as implicações que isso têm - se case. Não me faz confusão, não me faz comichão, não me traz desconforto. Mais pessoas ficam felizes, logo 3 hurras para a esquerda, por ter aprovado isto no parlamento.

"Ah, mas então os que ficam contra vão ficar infelizes, logo trazendo para baixo os níveis de infelicidade" - dirá o atento leitor, com o que ágilmente respondo: Mas essa malta é infeliz de qualquer forma, e será sempre contra qualquer coisa. Dêm-lhes duas semanas e eles esquecem disto, todavia não se tornarão pessoas felizes por esquecerem. Hão de sempre apontar os "maricas" que vão de mão dada na rua, e sempre acharão que por isso o nosso país caminha para a desgraça. E não se cansarão de ir para os comentários do sapo notícias destilar o seu veneno - mas isso é bom! Dá page-views, nos nossos fabulosos sites. Critiquem, vão para lá espalhar fel se fazem favor!!

Quanto ao referendo: Então que raio é que o povo português (eu incluido) tem a ver com o facto de os homossexuais quererem se casar. Será que deverá ser o casal Sousa, de Vila Praia de Âncora que deve decidir se a Joana e a Fernanda de Barcelos devem casar ou não? Ou sequer eu, que até tenho uma opinião favorável, devo opinar oficialmente - e de facto decidir sobre isso? Não! Não tem nada a ver comigo, não tem nada a ver contigo, só tem a ver com quem se quer casar.

Recomendo o casamento? Certamente que não, a nenhum tipo de casais, mas essa é a minha opinião :-)

Adopção? Concerteza! O unico requisito deverá ser a existência de doses industriais de carinho e de sentido de responsabilidade. Estas qualidades, que eu saiba, não são exclusivas de casais heterossexuais.

Acordo ortográfico? Não senhor, continuarei a escrever adopção enquanto me apetecer. Tenho 32 anos e sou teimoso como o raio. Não me vão agora convencer que a dona Irene, que me ensinou a escrever em 1983 afinal estava errada.

Então isto não vai conduzir à destruição da humanidade que está para breve, e que não tarda nada, pais estarão a casar com filhos e irmãos com irmãs e não-sei-quê não-sei-quê-mais. Meus caros, andem menos de carro, reciclem, façam coisas inteligentes, não se ponham com parvoíces.

E os "casais" de 3, 4, ou 5 pessoas, duas mulheres e três homens, não vão agora querer também casar entre si? E isso não vai conduzir ao apocalipse? Primeiro, se pensas assim, vai ver a definição de casal á Wikipedia. Já está? Ok, e agora, se essa malta se quer casar? Bem... apenas antevejo um problema de legislação fiscal, de resto... siga pa bingo, não me faz confusão.

Resumindo e concluindo, hoje somos o 8º país no mundo a ilegalizar a proibição de casar para casais que tenham sexos iguais (prefiro este palavreado, se não se chatearem), o que torna uma honra, para mim, viver num país que se quer ver como socialmente evoluído. Só é uma pena os espanhóis terem se adiantado a nós...

Ah, e nos outros 7 países onde isso já aconteceu (Holanda, Belgica, Canadá, Espanha, Noruega, Suécia e África do Sul), não há registo quer do mundo ter acabado, ou de os heterossexuais terem deixado de casar, destruindo assim a instituição do casamento.

Agora... se concordo com o facto da Portia de Rossi se ter casado com a Ellen DeGeneres. Aí meus amigos, aceno vigorosamente a minha cabeça em tristeza, descrédito e desânimo! Não desfazendo a Ellen como gente, é bem feiinha, desculpem lá. Agora, essa menina com a Megan Foxx, isso sim já era a visão do paraíso, ehehehheheh

Sem comentários: