sexta-feira, 20 de novembro de 2009

South Africa 2010


"Mwahh ahhh ahh, zee silly leetle irish"

Com um gesto que seria irregular até no basquetebol, Thierry Henry tornou-se por estes dias o mais famoso futebolista mundial, por todas as piores razões. O melhor que a FIFA podia fazer, a bem de uma credibilidade á muito arredada deste desporto, e a bem de uma base de fãs de milhões de crianças e adolescentes que não deve aprender que fazer batota compensa, seria mandar repetir o jogo em campo neutro. Ficavam todos a ganhar, os irlandeses porque teriam uma hipótese justa de discutir o jogo, os franceses que não iriam entrar no mundial da Africa do Sul pela porta dos fundos. Infelizmente a FIFA - fazendo jus ao seu longo historial de autismo, já veio a publico dizer: "Não senhor, não há repetição para ninguém".

A verdade é que, em termos futebolísticos já ninguém gramava os franceses. Passaram de uma selecção de medíocres caceteiros a uma de vilões farsantes. E estarão perante as outras 31 selecções como aquele tipa burra que só foi contratada porque dormiu com o patrão.

Sem comentários: