terça-feira, 29 de setembro de 2009

Viajar no tempo



Sim, senhor - é verdade: quando fazes 32 anos ganhas imediatamente o direito de gostar de músicas dos anos 80 e poder abertamente dizê-lo! Pois aqui vai: eu gosto de música dos "eighties".

Esta em especial... faz-me lembrar um natal qualquer, trás-me uma memória extremamente vívida da minha sala, do pinheiro de natal com aquele cheiro característico que só há na minha terra, de prendas e de roupa nova, do sorriso da minha mãe, de... bem... de alegria.
Tanto que esta é daquelas músicas que de vez em quando quando me sinto um bocadinho pro tristonho, vou ao youtube e ouço, como se me fornecesse uma dose forte e imediata de antisaudosismo... ouvindo estas coisas parece que durante breves instantes volto atrás no tempo.
Outra música que me transporta no tempo é a Weekend dos Earth & fire, provávelmente a primeira música que não fazendo a menor ideia de como falar inglês, tentei imitar.
Isto no tempo em que Ramalho Eanes era presidente da república e o vitinho comia miluvit maçãs - o meu telefone de casa era preto com um discador rotativo, e o número tinha apenas 5 dígitos :)

Personalidades

"Quando estamos com outras pessoas, só queremos mostrar o bom que temos, como se fossemos um daqueles feirantes de microfone de lapela a vender qualidades em cima de um camião de caixa aberta: Olhem como sou generoso! Quem quer comprar? Olhem que engraçado que sou! Quem dá mais? Olhem que habilidades eu faço. Quem me quer?"

in aqui.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

32


À mais ou menos um dia, uma hora e vinte minutos que virei a contagem pessoal para o simpático número trinta e dois. Confesso que não mais encaro este dia de uma forma leviana. A certa altura na vida de uma pessoa, o seu aniversário mais do que ser um dia em que se recebe prendas, é um dia de reflexão, de avaliação pessoal. É aquele dia em que o teu eu 32 se reúne com o teu eu 31 e com um bloco de notas começa a avaliar os objectivos cumpridos e os não compridos, e chega sempre á sensação de que estas reúniões de avaliação deveriam ser feitas com mais frequência para não perdermos o foco nos objectivos definidos.
Ora bem, não defini objectivos claros no ano passado... quer dizer, até defini, mas sabendo que atingi-los seria impossível, olho para eles mais como directrizes. Nesse sentido a pergunta é mais: segui o caminho para alcançar os objectivos fixados? Sim, sem dúvida, é algo que eu faço sempre. Cheguei lá perto... hmmm não.
Conheci um monte de gente, viajei para um monte de países. Ri, chorei, perdi, ganhei... enfim... vivi, e isso é o mais importante. Não sinto que este ano tenha passado a voar, e tenho a certeza que foi um ano que mereceu ser vivido. Teve imensos pontos altos, e alguns pontos baixos, mas regra geral acabei por me tornar uma pessoa melhor, em vários níveis.

Obrigado a todos os meus amigos que fizeram este dia especial, aqueles que puderam celebrar o meu aniversário pessoalmente, e áqueles que por força da distância apenas poderam manifestar o seu carinho por sms, telefone, internet...

Parabéns a mim, e já agora a este blog, que fez hoje 2 anos.

Ah, e como já vai sendo hábito no meu aniversário, o glorioso ganhou... obrigado :)

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Em Taiwan prendem-os...

Taipé, 11 Set (Lusa) - O ex-presidente de Taiwan, Chen Shui-bian, foi hoje condenado a prisão perpétua por corrupção, segundo um porta-voz do tribunal local.

A mulher de Shui-bian, Wu Shu-chen, foi também condenada a prisão perpétua pelo mesmo crime, adiantou o porta-voz do tribunal Huang Chun-ming.

Chen admitiu ser culpado de desvio de fundos, branqueamento de capital e de receber subornos, refere a estação de televisão local ETTV.


Aqui safam-se entre recursos e vigarices, e o povo ainda os reelege.

Wuhuuuu!!!!!

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Dance Me To the End of Love

"Oh let me see your beauty when the witnesses are gone
Let me feel you moving like they do in Babylon
Show me slowly what I only know the limits of
Dance me to the end of love"

Para quem não sabe...



Faço anos este mês :)

Bloqueio literário



Estive agora a olhar para as estatísticas de visitas daqui do pasquim, e é refrescante saber que apesar do meu recente bloqueio literário (10 de Setembro e só um Post... ok, 2 agora - e nenhum deles a dizer mal de alguma coisa) a malta interessada continua a cá vir ler coisas no blog. Um obrigado desde já aos fãs do pasquim :)

Confesso que ultimamente tenho me tornado cliente mais habitual do twitter, fruto talvez do excesso de trabalho que me tem acomedido nos últimos tempos e também a um certo ócio, provocado quer pelo limite de 140 caracteres do twitter quer pela falta de informação sobre o mundo a que me leva também pouco ter para escrever.

A vantagem de não ler notícias é também não ficar deprimido com elas. Até porque estamos em período eleitoral, e portanto - na silly season, a última coisa que quero que fira os meus sentidos é informação acerca daquela cambada de políticos palhaços que andam para aí a apregoar coisas sem sentido.

Mas infelizmente, até porque eu trabalho na equipa de notícias do sapo, e estou especialmente ligado aos projectos Sapo Autarquicas e Sapo Legislativas (aproveitem para ir lá ver), é natural que volta e meia seja compelido a ler alguma manchete, e invariávelmente lá está o Alberto João Jardim a dizer uma parvoíce qualquer.

Queria fazer um repto aos jornalistas para não se deixassem ceder á tentação de esticar um microfone a este senhor - eu sei que torna tudo mais fácil, são notícias instantâneas, mas de cada vez que este senhor abre a boca eu fico um bocado envergonhado por ser madeirense... tanto por não me identificar minimamente com a "doutrina", como também por não conseguir explicar aos meus amigos continentais como é que a maior parte dos meus conterrâneos é tão estúpida ao ponto de dar vitórias "chavescas" a este senhor á trinta e tal anos sem interrupção. Esta citação retirada dessa famosa marca de acendalhas, resume mais ou menos os meus sentimentos em relação a este senhor.

"Alberto João Jardim mudou a face da Madeira. Tem uma obra de betão extraordinária à custa da solidariedade fiscal de todo o país, mas em matéria de tolerância democrática só será exemplo para qualquer tiranete sul-americano."
Armando Esteves Pereira, "Correio da Manhã", 08-09-2009


Seja como for, entre candidatos suspeitos de vigarice, e condenados por o serem (vigaristas) o cenário cá no continente também não é melhor. Entre velhinhas a convocar amigos burlões para listas e a elogiarem tiranos por darem lições em democracia, entre primeiros minístros déspotas e enterrados em negócios sujos até á ponta das orelhas, entre lideres de partidos vermelhos, azuis e amarelos decrépitos de desfasados da realidade... vamos votar em quem??

Bem, acho que preciso emigrar deste país, ou então vou começar a colocar um nariz de palhaço todos os dias antes de vir para o trabalho, que acham?

Fiquem bem, e obrigado pelas visitas :)

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Parabéns ao SAPO

Á 14 anos andava eu a curtir os meus ultimos dias de adolescência, acabado de terminar o liceu e prestes a ir para a faculdade. Sabia que existia uma coisa chamada internet, mas pouco tinha ouvido falar disso e muito menos algum dia tinha "lá ido".
O Sapo foi possívelmente a primeira página que acedi na minha vida, no laboratório de informática do 2º piso do CP2 da Universidade do minho, nuns computadores novinhos em folha, a correr o windows 3.11.

Mal imaginava eu na altura que um dia não só iria "ver" o sapo todos os dias, como mais do que isso - ia ser um dos que todos os dias o constroem.

Parabéns a todos os que nestes 14 anos tornaram este projecto um marco de referência na internet mundial, eu incluído :)

Parabéns, SAPO!!