quinta-feira, 14 de maio de 2009

... ainda acerca de nós e delas


"(...) a vontade dos homens quando querem estar com uma mulher [é] obrigatoriamente diferente da vontade de uma mulher em estar com um homem. Existirão muitas mulheres a abanar a cabeça neste parágrafo e a dizer que não, que não, mas vos garanto, que salvo raríssimas excepções, isto é verdade. Não é que vocês não tenham vontade – têm pois – mas mais facilmente um homem que está no Algarve diz " preciso de ver-te hoje" e mete-se no carro e acelera até Bragança, do que uma mulher em igualíssima situação. E o problema é que elas sabem disto."

Exerto vergonhosamente retirado do Blog do Alvim.

4 comentários:

Jessy disse...

aaaaahhhhhhhh quem é amiga, quem é???? que te informa destas coisas eheheh é cherry, diz que por vezes as mulheres aproveitam-se de certas e determinadas coisas que presumem adquiridas no que diz respeito ao sexo masculino... mas é como sempre te disse... são coisas parte a parte, tb existem mulheres que viriam do algarve sem sequer pestanejar...e claro, eles também sabem disto =)

beijooooooooooooo

Anónimo disse...

Amén.

E em resposta à Jessy:

Algumas mulheres fariam o mesmo sim, mas apenas por um homem que abuse delas (talvez por isso ser a confirmação do poder/valor do mesmo - que é tão atraente para elas).

O homem faria isso pela mulher que o trata excepcionalmente bem.

Essa é que é essa.

Ganika disse...

Lamento (ou não), mas discordo!!! Não acho que se trate de uma questão de sexos, mas sim de modos de estar e sentir! As pessoas "normais" lutam pelo inatingível e aí fazem qualquer coisa... Quando tudo já está conquistado, e dado como garantido (mesmo grande parte das vezes não o ser e depois apanharem um valente choque), perde a piada e o interesse...
Não é a toa que muitas pessoas se casam e separam-se logo de seguida, pois atingem o topo da relação: depois de investir muito e dar o melhor durante os tempos de enamoramento, toca a cobrar esse investimento sem o mínimo esforço pela conquista, pois já está tudo mais que conquistado! É triste, não é?

E o que isto tem a ver com este post? É que enquanto essa mulher ainda não foi conquistada (ou pelo menos o homem assim julga) ele irá fazer de tudo para estar com ela... É o desejo (fruto das hormonas, ou não).

Mas nada de ilusões, pois assim que ele/ela a/o sentir segura/o nem contornar a esquina ele/a fará para estar com ela/e...

Rachel* disse...

Tão verdade que até dói vê-lo escrito sem dó nem piedade. Eu, como mulher, faço um amén de joelhos a este post, embora custe assumir que é verdade.
Embora continue a parecer estranho nos dias de hoje, acontece que o homem faz 700km (?) sem pestanejar porque sabe que o espera uma boa queca, sem renúncia possível depois de tanto km feito.
A mulher, a mulher sabe que tanto km tinham que valer o esforço, ser especial, com um jantar, um bom vinho, uma boa conversa. Teria de haver um futuro qualquer implícito nessa viagem. Algo bom, futuramente e não apenas momentaneo. Por isso nem sequer se esforça, porque há poucos homem que mereçam tamanha viagem e muito menos em bragança!!!

Adoro as lutas de sexos que continuas a querer discutir. Eu, Rachel O'Reilly, irlandesa expatriada com whisky a ferver nas veias! aaaaahhhh :P Beijo***