quinta-feira, 23 de abril de 2009

O fim do Last.fm


O last.fm, um serviço que uso á uns 3 anos e que por imensas vezes descrevi e publicitei aqui no pasquim, passou a partir de hoje a ser pago. Até seria de compreender, um serviço que tivesse uma relação próxima com as distribuidoras de música que têm um conhecido (e insaciável) apetite voraz por dinheiro, nunca ficaria gratuito por muito tempo.

O custo do serviço até nem é nada por aí além, 3 euros por mês, perfeitamente justo por um serviço que tinha muita qualidade, o problema é que decidiram colocar o serviço pago no mundo inteiro á excepção do Estados Unidos, Grã Bretanha e Alemanha, descriminando o resto do mundo, como se de utilizadores de segunda se tratassem.

Até podia pagar se todos os utilizadores no mundo fossem tratados por igual, mas recuso-me terminantemente pagar uma "multa" por não ser Americano, Inglês ou Alemão.
Sendo assim... temos pena. A minha conta vai ser terminada.

Será que a indústria fonográfica nunca vai aprender a gerar "good will" entre os seus consumidores? É tiro no pé atrás de tiro no pé...

Anseio pelo dia em que a distribuição de música no mundo seja feita directamente do músico para o seu público, descartando de vez o "middle man" mafioso que anda á décadas a encher os bolsos sem fazer porra nenhuma, insistindo num modelo de negócio caduco e processando todo e qualquer um que se lhe atravesse no caminho.

Mas já estivemos mais longe.

Entretanto já descobri dois serviços que prometem:

Grooveshark
Jango

Sem comentários: