domingo, 3 de janeiro de 2010

2009


Não sou bom a fazer resumos. However... está na altura de colocar em perspectiva o ano de 2009.

Posso dizer que foi bom em muitos aspectos, mau em outros, mais ou menos em alguns... como tudo na vida. Não me posso queixar, não me doem as costas, neste momento só tenho uma dor de cabeça chata e uma vontade extrema de esganar o meu irmão, ainda assim... ele existe está bem de saúde e apesar das dores de cabeça, é um puto porreiro.

... estou na minha terra, algo que poucas vezes no ano posso fazer, estão uns belíssimos 20 graus lá fora (nada mau para janeiro, a uma da manhã), e no ar paira um misto de odor a pinheiro e maresia, que é qualquer coisa única e que só se sente por cá.

Viajei que me fartei em 2009 e essa foi sem dúvida nenhuma a minha maior conquista. Segundo o Tripit, fiz no ano passado 45575 km em 20 viagens de avião, estive no carnaval do Rio de Janeiro e visitei São Paulo pela minha quinta vez, e fui a Búzios ver um lugar que poderia bem ser o sítio para onde gostaria de me retirar quando chegar a velho (e rico, esperemos). Vi várias vezes o pôr do sol sobre a praia de Ipanema, cantei e dancei pelas ruas do Rio de Janeiro e diverti-me que me fartei. Tirei, claro está, a fotografia da praxe, de braços abertos á frente do Cristo Redentor, pela terceira e quarta vez. Visitei velhos amigos, amigos de sempre, gente que estará no meu coração até ao fim, apesar dos não-sei-quantos mil quilómetros que sempre nos irão separar. Visitei Paris por 4 vezes, apesar de sempre de passagem, a meio de escalas de voos transatlânticos, sempre deu para tomar lhe o gosto, é uma cidade lindíssima. Estive em Itália, Eslovénia, palmilhei a Croácia de norte a sul, por praias e paisagens deslumbrantes e atrevi-me a entrar na Bósnia e ir a conduzir até Mostar, para ver provavelmente uma das cidades mais bonitas em que algum dia estive. Visitei ainda Barcelona novamente, desta vez com frio e sem ter que dormir na praça da Catalunha como da outra vez. Voltei por fim á minha querida madeira, onde fui brindado com muita chuva e muito vento, mas onde terminei o ano "entre os meus" na minha terra, entre as pessoas que falam igual a mim. É bom voltar a casa de vez em quando, mesmo sabendo que cada vez menos o é, mas afinal, o local que me viu nascer e crescer até estar pronto para ser despachado para o continente e que acho que olha sempre para mim com algum orgulho - espero.

Em termos profissionais, nada a apontar. 2008 foi o ano de voltar a casa, após algumas opções menos bem conseguidas. Trabalho num sítio fantástico e com uma equipa fantástica, e apesar de ás vezes explodir de raiva e ser um bocado incendiário, é porque me dedico a isto e tenho um feitio difícil quando se trata de trabalho. O gajo que está ao meu lado é que normalmente leva com o fogo, o que vale é que ele é um porreiraço e mantém a calma mesmo quando tudo á volta se desmorona. Aprendi muita coisa, fiz uns projectos giros, outros chatos, mas terminei tudo o que me propus e que me foi possível fazer.
Tenho grandes amigos que me acompanham todos os dias, muitas horas por dia no trabalho, e isso faz daquele sítio um bom lugar para se estar.
Ano ganho, portanto.

Em termos de amizades, acho que foi um ano bastante positivo, vários conhecidos viraram amigos, e amigos de valor. Fiquei muito feliz por isso. Não tenho o hábito de perder amigos, escolho-os muito bem. Na minha vida inteira (já lá vão 32 anos) apenas perdi uns 3 ou 4 amigos, gente que por alguma razão me desiludiu e com quem cortei relações definitivamente. Isso já não acontece á uns bons 9 anos.

Projectos para 2010:
Viajar ainda mais, conhecer mais um continente e algumas das capitais europeias que ainda me faltam conhecer.
Mudar de casa, ir viver para Lisboa (ou qualquer coisa perto) num sítio que me permita ver o mar e que não me leve todo o dinheiro que ganho por mês.
Viver sempre segundo os meus princípios e continuar a amar a vida, e a fazer o que posso para ser feliz.

Feliz 2010, e obrigado a todos os que fazem da minha vida especial.

2 comentários:

Jessy disse...

:) pra já, tou mais um ano à distância de um telefonema... gostei mto de te ter por cá, e se quiseres podes voltar pro ano...

Beijoooo grande e o brigada tb por fazeres parte da minha vida:) ****

Ganika disse...

Confessa, este post foi inspirado no meu, não foi? E dps sou eu q n tenho ideias proprias :P "Dores nas costas", eu dou-te as dores!!! Pois é, e é isso mmo, um post do ano 2009 mais feliz que o meu, mas fico contente por te servir de inspiração, não só com o meu sorriso "de dor", mas também com a minha escrita :D Como já te escrevi, tu também fazes do dia-a-dia de todos nós um dia melhor por o passares connosco, por isso só te digo para continuares assim. Aconselho é a focares mais a tua atenção numa coisa de cada vez: Volto a dizer que não se pode ter tudo. E vê se te deixas de flirts e casas logo duma vez :P As mulheres não são chatas, são é lixadas!!! Vive com isso :D