terça-feira, 17 de junho de 2008

Continuamos á espera


Desde o passado dia 24 de Abril que aconteceu a "liberalização" da linha aérea entre portugal continental e a madeira. Coloquei "liberalização" com aspas e itálico propositadamente. Não havia concorrência na altura, continuamos sem concorrência ainda, e sem novidade nenhuma á vista, tirando o fumo branco da Fly MI que eu coloquei no blog á uns tempos atrás. Agora enquanto a TAP e a sua prostituta vivem tempos de fartura graças aos bolsos dos cada vez mais pobres portugueses (juntando-se a outros como a Galp e a BP), surgem opções novas no horizonte, opções essas que me deixam algo triste...

Durante este verão, a Naviera Armas, uma empresa espanhola de ferries vai efectuar a travessia marítima entre Portimão e o Funchal em troca de 75 euros por pessoa por cada percurso. Esta viagem demora 21h30m. De repente parece que volto aos tempos de que o meu querido avô Agostinho falava, do paquete Santa Maria que levava os esfomeados madeirenses para o Brasil e para a Venezuela, e os abastados para o continente.

Engraçado que o mercado de ferries, a 150 euros por viagem de ida-e-volta só se torna viável em função do absurdo do preço das viagens praticado pela TAP.

Continua a ser bem mais barato irmos para inglaterra pela easyjet, sublinho: bem mais barato! Pode ser que qualquer dia a malta se junte a eles e passamos a pertencer a um país como deve de ser, mais á imagem da cultura e maneira de ser das pessoas da madeira. Uma coisa é certa, aprendemos inglês bem rapidinho!

Antes disso é só tratar de deportar pessoas como a Dª Conceição Estudante e o nosso querido Fidel.

1 comentário:

Pedro Camacho disse...

Devaneios Low Cost.

Acho evidente que antes de se liberalizar a linha, deveríamos ter analisando se o destino Madeira e' realmente apetecível a companhias low cost.
Digo apetecível para companhias com uma faixa etária completamente oposta 'a faixa etária da maioria dos turistas que vão 'a Madeira.

Para mim o exemplo da Irlandesa Aerlingus foi escandaloso. Em todo o tempo que resido em Dublin, nunca vi publicidade da Madeira em lado nenhum, ao contrarios os Acores estao em forca publicidade nos autocarros, revistas, o Algarve nem comento esta' em todo o lado.
A aerlingus ligou durante alguns meses a Madeira a Dublin, sem que a Maioria dos Irlandeses soubesse onde e' Funchal! E o que acontece e' que a linha (sazonal Inverno) esta' em duvida para este inverno devido 'a concorrência de outros destinos que segundo a Aerlingus mais rentáveis.

PENSA MADEIRA!

Estamos a promover o Golf, bem digo uma coisa aqui as pessoas vivem mais o Golf que o Futebol, aqui existe mais de uma dezena de campos so em Dublin, ha' um canal na televisão só de Golf.... Bem e qual a promoção do destino Madeira.

Andamos a criar um lobby easyjet, não sei bem porque, a easyjet inteligentemente aguardou a ver o que a acontece 'a espera de um subsidio.... Bem sejam realistas baixem mas e' as taxas de operação no aeroporto e deixem o mercado funcionar. A easyjet não pode ser vista como a solução, a solução e' mudar o turismo e acabar com alguns monopólios na região. Criar um turismo mais jovem!