quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Não se fuma

Ah pois é, começou o ano e a infame lei anti-tabaco começou a ser aplicada.
Confesso que estava um pouco céptico em relação á aplicabilidade desta nova lei no meu país, que é tradicional apologista dos brandos costumes e da implementação meio que "flexível" das leis. A verdade é que tirando a madrugada de dia 1 em que toda a gente bebeu e fumou até não poder mais e onde quer que fosse, a partir daí e onde quer que estivesse, não vi ninguém a desrespeitá-la. A verdadeira surpresa para mim foi quando no outro dia saí á noite no Funchal e reparei que em nenhuma discoteca as pessoas fumavam, no Copacabana prepararam antecipadamente uma área de fumadores e no Jam/Vespas/Marginal era permitido ás pessoas irem á rua fumar.
Não sou nenhum fundamentalista anti-tabaco aliás, fui fumador convicto e compulsivo durante 10 anos da minha vida, e sei o quanto custa não poder tirar do cigarro quando se está a tomar uma bica, ou quando se está a beber uma cerveja entre amigos numa discoteca, mas respirar ar puro dentro de uma discoteca... é fantástico. Não respirar ar poluído dá outra energia para nos divertir-mos, outra vivacidade, outra alegria, e também importante, não se chega a casa com aquela sensação de ter fumado 1 carteira de tabaco, mesmo sem ter posto um cigarro á boca.

Os fumadores que me cruxifiquem agora :)

3 comentários:

ana mafalda disse...

Pois ja era de esperar que não podia deixar passar este artigo sem expressar a minha opinião ....como é logico ,ne???!!

pois ...ta visto que apesar de concordar contigo de que as pessoas devem poder se divertir ,almoçar ,jantar ...and so on ....sem serrem incomodadas pelo fumo de outras e tem seu dto a saude como é logico ....

o facto é que esta lei do meu ponto de vista é um atentado a liberdade das pessoas ....pois da mesma forma que os não fumadores tem o dto a frequentar sitios para não fumadores ....tb os fumadores devem ter liberdade de escolha e poder frequentar sitios ...poder tomar o seu cafezito ...and so on e poder fumar o seu cigarro se for isso que pretende ....pois fumar quer nos aceitemos ou não ...trata se de um acto social ....e segundo o meu ponto de vista ....a lei de acordo como foi manobrada ....torna impossvel a igualdade e a liberdade exisitirem ...pois as condiçoes que impoe sao muito caras para o simples comerciante concretizar....e a meu ver esta lei favorece apenas os grandes investidores com capacidade economica para poderem fazer as alterações exigidas ....



portanto independentemente de fumar ou nao ....nao concordo de todo com os tramites de imposiçao da lei .....e como ja alguem dise "...parece me que estamos na era do fascismo higienico "


bjinhossssssssssssss

Nélio disse...

Os posts são para serem comentados, eu prezo e muito a opinião dos meus amigos :)

agora... em relação ao teu comentário, não creio que seja uma questão de liberdade das pessoas, não há como estares a fumar num sítio fechado sem estares a prejudicar de qualquer forma as pessoas que te rodeiam. Mesmo que essas pessoas não se importem com isso, a verdade é que estão a levar com fumo e a prejudicarem-se. Tu tens liberdade para fumar, só não tens liberdade para incutir o teu fumo aos outros, e em espaços fechados é isso que acabas sempre fazendo.
Quanto á aplicabildade da lei, não havia outra forma. Até ser aplicada, os espaços comerciais podiam optar por serem para fumadores ou para não fumadores, mas, no sentido de não reduzir a clientela, todos optavam por não proibir o fumo nos seus establecimentos. Para adoptar uma medida assim, tem que ser de uma forma radical, ou então não é.

Fumar é como tu dizes, um acto social acima de tudo. Tu fumas porque estás no café, com amigos, a falar... e é assim normalmente que todos começam a fumar com 15, 16 anos, porque tá toda a gente no café a fumar. Ora, é uma boa maneira de tentar (pelo menos) com que menos jovens comecem sequer a fumar, e tudo isto, porque afinal de contas, é um facto inegável:

Fumar mata. Provoca uma morte lenta e dolorosa, e uma vida com menos qualidade.

Nunca me esqueci de uma das últimas frases de Camacho Costa:
"O cigarro é um objecto com uma brasa numa ponta e um idiota na outra".

Não sou contra os fumadores de forma nenhuma, tenho todo o respeito pelas pessoas que fumam, compreendo-os perfeitamente. Sou contra o tabaco porque sei que ele me faz mal, deixei de fumar voluntariamente para não prejudicar a minha saúde e não quero que fumo de terceiros me seja forçado, tenho tanto direito a isso como os fumadores têm de fumar.

O meu comentário pode estar a parecer demasiado fundamentalista, mas não tenho outra forma de tentar explicar a minha opinião. Tu conheces-me e sabes o que eu penso.

Beijinhos, maf :P

mohanna disse...

Sou fumadora... e apesar desta lei (que acho que está a ser um pouco levada ao extremo) não penso deixar de fumar!! Respeito os locais para não fumadores, simplesmente evito lá ir (não frequento mesmo), no entanto acho piada que em pleno século XXI, quando uma pessoa "saca" do cigarro surgem uns olhares de reprovação como se tivesse um colete bomba e estivesse prestes a explodir com tudo à minha volta... Meus amigos... nem 8 nem 80 Tá!!!
Sílvia diz: amiga parece uma verdadeira caça às bruxas... eheheh

Beijos fumegantes ;)))